De casa nova

Há um certo tempo eu queria deixar A Turista Acidental com uma cara nova: afinal, o blog já está quase completando três anos e ele merecia um upgrade. Durante esse período muitas coisas aconteceram e a mudança no blog reflete também essa nova fase na minha vida. Além das mudanças estéticas, decidi também criar o meu domínio e dar ao siri, além do visual diferente, também uma casa nova.

Aos que já são freqüentadores da pequena sala de visitas que é este blog, continuem sendo bem-vindos: o prazer de manter o blog aumenta com as visitas e comentários de vocês. Aos novos visitantes, sintam-se em casa.

Agradeço muito ao pessoal da TNCOM, em especial ao Marcelo Völker e ao Caio Vita, que entraram com todo o conhecimento técnico e dedicação para colocar o site no ar.

E fica aqui um agradecimento mais que especial a você, Arnaldo: o seu amor e seu incentivo multiplicaram a minha empolgação com esse projeto. Obrigada, meu querido!

Deixo vocês aqui com um post sobre Nova York, o primeiro desta nova fase. Um beijo para todos!

Outubro Rosa – espalhando a idéia

Outubro Rosa

Na verdade esse post já vem bem atrasado, afinal outubro já está acabando, o mês da campanha mundial para conscientização sobre o câncer de mama (organizado no Brasil pela FEMAMA – Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) e tema da blogagem coletiva, convocada por blogueiras como a Flavia Penido e Sam Shiraishi. Mas uma boa causa  não tem tempo nem limite e, apesar deste ser um blog sobre viagens, acredito que uma boa parte, se não a maioria, dos meus leitores é do sexo feminino (pelo menos elas são a maioria de comentaristas!). E quanto aos meninos que me lêem, com certeza têm muitas mulheres queridas e próximas que devem estar atentas.

A iniciativa do Outubro Rosa é louvável não só pela organização do evento, com ações em todo o país e ampla divulgação em diversos meios, com destaque para a internet. Ela é fundamental porque toca num ponto chave, que é a importância da mamografia para a detecção precoce, o que proporciona elevadas chances de cura. E o evento tem ainda maior impacto neste ano, quando foi a aprovada a Lei nº 11.664/2008, assegurando mamografia no Sistema Único de Saúde – SUS para mulheres a partir de 40 anos de idade.

A notícia é muito boa, mas precisa de divulgação para que seja aproveitada por quem realmente precisa: as mulheres que dependem do SUS para atendimento de saúde. Além da necessidade da notícia chegar a quem precisa, ainda deve-se exigir o atendimento que a lei estabelece e com qualidade, o que nem sempre é fácil: quem já acompanhou histórias de quem passou por infinitas visitas a postos de saúde e hospitais do SUS para fazer um tratamento ou simplesmente conseguir um diagnóstico sabe das dificuldades que enfrentam as pessoas que dependem da saúde pública.

Há que se fazer disseminar a notícia e exigir o cumprimento pelos órgãos responsáveis. Mas, mais basicamente, deve estar na cabeça de cada mulher a necessidade absoluta da mamografia anual – ainda é pequeno o número das que realizam o exame com a periodicidade ideal. O descuido tão comum derivado da famosa idéia de que é algo distante do nosso universo…até acontecer com um amiga próxima, com uma tia, com a mãe. Muito sofrimento pode ser evitado com doses de cuidado. E agora cuidado um pouco mais fácil para a maioria da população feminina.

Vale a pena entrar no site da FEMAMA e do projeto para saber mais sobre o Outubro Rosa. E passar a palavra adiante.

outubro_rosa